ANO: 26 | Nº: 9492
07/07/2017 Cidade

Secretaria realiza curso de conscientização sobre podas irregulares de árvores

Foto: Tiago Rolim de Moura

Secretário destaca que curso será alternativa à autuações
Secretário destaca que curso será alternativa à autuações

As constantes podas irregulares de árvores são motivo de preocupação para a Secretaria de Meio Ambiente e Proteção ao Bioma Pampa. Quem quer realizar poda tem que ter permissão e acompanhamento da pasta, o que não é feito por uma grande parcela de cidadãos. Essa situação motivou a secretária a disponibilizar um curso de conscientização, que é uma alternativa à multa por irregularidade na poda.

Nos últimos dois meses, a secretaria já realizou cerca de 80 autuações por poda irregular. Além da notificação, os cidadãos estão sujeitos à multa, que pode variar em até três URP (Unidade de Referência Padrão), custando até R$ 800.

O titular da pasta, Aroldo Quintana, diz que a intenção não é aplicar multas. Segundo ele, a preocupação é com a conscientização  da população sobre a importância de realizar a poda da forma correta, com autorização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, que é a responsável pela realização do serviço em via pública.

O ecólogo da secretaria, Marcos Bidone, enfatiza que todas as regras estão previstas em um manual elaborado pela pasta e distribuídos nos bairros durante a realização do projeto “Meu Bairro Melhor”. Em alguns casos, a secretária já liberou a poda realizada em via pública por terceiros, mas com acompanhamento de técnicos.

Kanaan ressalta que as normas para poda estão previstas na Lei Municipal 2691ª, de 1990. O regramento segue as normas técnicas estabelecidas pela ABNT. E uma das exigências, é a presença de um técnico responsável pela poda, a fim de garantir que todo o regramento seja seguido.

Todas essas informações constarão no curso, que inicia na próxima semana, com uma turma de 20 pessoas e com carga horária de quatro horas. Durante a ação educativa, o biólogo irá explicar o processo de arborização urbana e realizar sensibilização sobre como funciona o processo de poda. “O que hoje é feito pelas pessoas é uma poda radical, que expõe os galhos grossos das árvores e impedem sua cicatrização. Desta forma, facilita o apodrecimento da árvores e, consequentemente, diminui a vida útil dela”, explica.

O secretário informa que o curso será realizado periodicamente na secretaria e está disponível para ser ministrado para grupos interessados em saber mais sobre a poda.

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...