ANO: 25 | Nº: 6232
07/08/2017 Cidade

Mais de 15 mil pessoas circularam na Festa do Colono

Foto: Tiago Rolim de Moura

Café colonial contou com uma variedade de mais de 115 itens
Café colonial contou com uma variedade de mais de 115 itens
A 22ª edição da Festa do Colono em Hulha Negra levou às bancas uma grande variedade de produtos preparados pelos colonos da região, além do café colonial, uma das principais atrações do evento. A organização estima que 15 mil pessoas devem ter passado pelo Ginásio Municipal durante os três dias de atividades, que encerraram ontem.
Já tradicional nas edições da festa, o café colonial lotou durante o sábado e domingo, funcionando desde às 10h da manhã até o final da tarde. A extensionista rural e social da Emater, Jocasta Pedroso, conta que mais de 115 itens diferentes foram disponibilizados para os visitantes, entre pães, tortas doces e salgadas, bolos e cucas.
Os responsáveis pela preparação de 70% dos mais de 600 quilos de alimentos foram 15 pequenos produtores, que contaram com a orientação tanto da Emater quanto da Vigilância Sanitária do município, através de capacitações de boas práticas. “Os produtos que podem ser congelados começam a ser preparados um mês antes, mas a organização para o café levou mais de dois meses”, relata Jocasta.
Pequena produtora, moradora do assentamento Conquista da Fronteira, Romilda Vargas participou do evento pelo sétimo ano, comercializando produtos coloniais, como pães, bolachas, cucas, geleias e mel, produzidos em sua propriedade. Ela conta que iniciou a preparação durante a semana. “Gosto de deixar para perto da data da festa, para não ficar velho”, justifica. Ao todo, foram feitos mais de 30 pães e 30 cucas, que sumiram das prateleiras muito antes do encerramento da festa. “É uma ótima oportunidade de mostrarmos nossos produtos, que são feitos na roça, sem conservantes, produzidos da forma mais natural possível”, diz.
O prefeito da Hulha Negra, Renato Machado, classificou como 'grande sucesso' a 22ª edição da festa, destacando a participação de empresários da região nos mais de 65 estandes disponibilizados na área externa do ginásio. “Todas as vagas oferecidas para os expositores foram preenchidas muito rapidamente. As pessoas já sabem do movimento da festa, que beneficia muito o comércio local”, avalia.
Além das delícias coloniais e da diversidade de produtos disponíveis, também chamou a atenção do público a variedade das atrações artísticas, iniciadas na sexta-feira, com a Noite Gospel, com ápice na noite de sábado, com show do Tchê Barbaridade. No domingo, o evento encerrou com show da banda Rota Luminosa.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...