ANO: 25 | Nº: 6383
27/09/2017 Cidade

Abero lança romance em cerimônia no Museu Dom Diogo de Souza

Foto: Rosane Coutinho

Autor autografou obra na noite de ontem
Autor autografou obra na noite de ontem

A segunda obra literária do advogado João Bosco Abero foi lançada na noite de ontem, no Museu Dom Diogo de Souza, mantido pela Fundação Attila Taborda (FAT/Urcam). “Mil e um jazigos” é um romance que foge do convencional, entrelaçando diversas histórias em um eixo central.
Com o apoio da FAT e da Livraria e Editora Bajeense (LEB), o lançamento lotou o saguão do museu, com diversos amigos e familiares além de personalidades do meio cultural da cidade, que foram prestigiar o advogado.
Abero declarou que a publicação de um livro é um ato de coragem. “É como comparar com a bravura dos domadores de rodeio, que nunca sabem a consequência de seus atos”, disse.
O advogado, de 81 anos, ainda agradeceu a presença relevante no ato de inauguração. “Este é um momento de muita emoção, ainda mais com esta grande receptividade da sociedade bajeense”, destacou.
A obra, que foi prefaciada pelo também escritor bajeense Chico Botelho, narra a história de um marmorista, que utiliza partes de lápides quebradas para pavimentar o pátio. Em cada parte do mármore, escondem-se as histórias que serão descobertas pelo leitor.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...