ANO: 25 | Nº: 6281
25/10/2017 Cidade

Fórum de Empreendedorismo e Inovação da Campanha reúne grande público no marco do Congrega

Foto: Murilo Alves

Esau frisou que empreendedorismo é oportunidade e criatividade
Esau frisou que empreendedorismo é oportunidade e criatividade

A abertura do primeiro Fórum de Empreendedorismo e Inovação da Campanha (Feicamp) aconteceu na noite desta segunda-feira, 23, na sede da Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB). O evento, que nasceu a partir de um projeto da Universidade da Região da Campanha (Urcamp), contou com o palestrante Carlos Esau, especialista em liderança, motivação, empreendedorismo e desenvolvimento estratégico de pessoas e projetos.
Segundo o coordenador do Feicamp, professor João Henrique Mendes Costa, é preciso promover a educação para quem quer empreender. “Aproximadamente 95% das empresas brasileiras são pequenos negócios e a principal causa dos fracassos desses pequenos empreendimentos se dá por falta de conhecimento”, explica. Conforme ele, é fundamental que a sociedade compreenda a importância dos pequenos empreendimentos e que juntos possamos colaborar para a sustentabilidade do mercado.
Para a pró-reitora acadêmica da universidade, professora Virgínia Dreux, este é apenas o primeiro de muitos Feicamp que virão. “Temos convicção de que a Urcamp, quanto universidade comunitária, contribui diariamente para o desenvolvimento econômico, social e cultural de Bagé e da região”, disse.
A oportunidade serviu, também, para que o diretor de Tecnologia e Inovação da Prefeitura de Bagé, Cristian Becker, apresentasse o Programa Cidades Sustentáveis, que busca sensibilizar e mobilizar as cidades brasileiras para que se desenvolvam de forma sustentável, através do estudo e acompanhamento de diversos indicadores em todas as áreas.
Durante a palestra sobre empreendedorismo e inovação, Esau destacou que empreender é uma mistura de oportunidade e criatividade. “O conceito de empreendedorismo é muito bonito, porém fica distante do que acontece na prática. Por isso é importante que cada região trate do assunto como um ecossistema, no qual todos os protagonistas saem ganhando. Esse apoio não se dá de outra forma que não seja a promoção do conhecimento. E esta é uma grande oportunidade para isso”, frisou.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...