ANO: 25 | Nº: 6284
11/11/2017 Cidade

Sindicatos participam de mobilização nacional contra Reforma Trabalhista

Foto: Tiago Rolim de Moura

Representantes sindicais levaram atas de ação contra permanência de novas leis
Representantes sindicais levaram atas de ação contra permanência de novas leis

Representantes de diversos sindicatos dos trabalhadores bajeenses se reuniram, na sexta-feira, na Praça de Esportes, para realizar uma ação do Dia Nacional de Paralisação. O ato integrou uma mobilização nacional contra a Reforma Trabalhista, que entra em vigor neste sábado, 11, contra a Lei da Terceirização e a Reforma da Previdência, que tramita no Congresso Nacional.
Pela manhã, os trabalhadores se reuniram para coletar assinaturas de apoio ao projeto de Lei de Iniciativa Popular criado para pedir a revogação da Reforma Trabalhista, que entrou em vigor neste sábado. A intermediação entre os sindicatos locais foi feita pelo Comitê Intersindical de Bagé, formado por representantes de sindicatos bajeenses
Segundo o representante do Sindicato dos Servidores Técnico-administrativos da Unipampa (Sindipampa), Eduardo Chagas, a ação mostra a insatisfação dos trabalhadores quanto as reformas previstas pelo governo federal e a intenção do Estado em privatizar estatais como a CEEE, CRM, Banrisul e Corsan.
O professor classifica as medidas como alguns dos maiores retrocessos dos direitos trabalhistas na história do País. Chagas também explica que uma das principais questões abordadas pelos ativistas é referente à Reforma da Previdência, pois a existência de diversos fatores que impedem a perspectiva do trabalhador completar 40 anos de contribuição para ter direito a aposentadoria. “Eles estão sepultando as leis trabalhistas e os direitos do trabalhador ter uma aposentadoria”, declara.
De acordo com o diretor estadual do Sindicato dos Eletricitários do Rio Grande do Sul (Senergisul), Ubiratan Noble, mesmo após as novas leis trabalhistas entrarem em vigor, a luta contra estas reformas ainda não terminou. “Isto é uma luta permanente por um país mais justo e democrático”, afirma.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...