ANO: 24 | Nº: 6158
15/03/2018 Cidade

Gladis Deble tem poesia premiada em Brasília

Foto: Antônio Rocha

Poema Continunn temporal ganhou destaque em academia de literatura
Poema Continunn temporal ganhou destaque em academia de literatura

A professora e escritora Gladis Veloso Deble foi a segunda colocada no Prêmio Almub, da Academia de Letras e Música do Brasil. A divulgação do resultado ocorreu nesta semana: o poema "Continunn temporal" foi um dos destaques da competição.

Gladis conta que sempre escreveu, mas começou a participar de antologias e publicações há 12 anos. Deste concurso, foi convidada a participar pela internet. “O tempo estava vencendo e avisaram que seria prorrogado e que esperavam o meu texto”, comenta.

Foi então que começou a escrita de sua obra premiada em janeiro deste ano. “Escrevi algo novo, venci a preguiça, não estava numa fase boa de escrever. Mas aí surgiu uma ideia, eu fiz e enviei para Brasília”, relata. A resposta surgiu há três dias: segunda colocada no concurso nacional. Em breve, ela deve ir até Brasília para receber a premiação, ainda sem data definida.

BOX

Continunn temporal

Passos apressados

Costuram os rumos da tarde

Pássaros assustados

Procuram seus ninhos

Uma pergunta súbita

Desafia o poema.

Que será desse corpo

Quando ele chegar?

Um móbile pendente no vão da cortina

Ave em origami consola ausências

Limites escassos entre a tarde e a noite

O manto do crepúsculo envolve a cidade.

Começo a rabiscar uns abstratos

Cavo célere memórias fósseis

Delírios verbais também ocorrem

O comboio de palavras sempre desembarca a mesma hora

 

Do bule de porcelana exala cheiro de café

No ofício de poeta mantenho a meta

Meus olhos seguem perdidos

Na linha do horizonte.

As metáforas do dia se renovam

Entendo hoje que tudo que existe

É o agora, pois desfeito o nó do tempo

É tudo só presente.

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...