ANO: 24 | Nº: 5987
16/04/2018 Cidade

Associação Espírita Amor e Caridade prepara programação do centenário

Foto: Tiago Rolim de Moura

Boaventura Soares de Paiva ė o patrono
Boaventura Soares de Paiva ė o patrono

Desde o ano passado, a direção da Associação Espírita Amor e Caridade (Aeac) se prepara para a festa do centenário, que será comemorado no dia 19 de maio. A programação irá contar com palestras, evangelização e confraternização. A festividade inicia com a Prece ao Alvorecer, às 7h, na sede situada na rua Fernando Machado, nº98. Às 19h30min, será realizada uma palestra no Grêmio dos Subtenentes e Sargentos da Guarnição de Bagé, com a presença do orador espírita Sérgio Lopes, que vai falar sobre 'Depressões'. Lopes iniciou as atividades na entidade, mas hoje atua como médico psiquiatra em Pelotas e viaja por todo o Brasil para divulgar a doutrina dos espíritos. O grupo de música espírita Evangelizar é Amar também fará uma apresentação.
De acordo com o presidente da Associação, Elandi de Freitas Ferreira, é casa espírita Amor e Caridade é a mais antiga de Bagé. A entidade é dirigida por um colegiado e conta com mais de 500 participantes nos grupos de estudo, evangelização e sessões publicas. “Temos atividade de domingo a domingo”, relata.
A casa também mantém obras sociais do Núcleo Nova Esperança, uma extensão do centro espírita, localizado no Bairro Malafaia, e auxilia cerca de 30 famílias com alimentos, roupas, oficinas e refeições semanais. Conforme o coordenador do núcleo, Reginaldo Gasso, no dia 20 de maio haverá um grande encontro de crianças e jovens espíritas da cidade no local.


Divaldo Franco
O médium espírita Divaldo Franco também irá participar das atividades do centenário do Amor e Caridade. Ele virá a Bagé no dia 20 de agosto, para uma palestra no Centro Cultural Auxiliadora. Na oportunidade, Divaldo Franco (que é reconhecido como um dos maiores médiuns e oradores espíritas da atualidade) será hóspede do município e receberá o titulo de Cidadão Bajeense na Câmara Municipal de Vereadores.


Outras atividades
No dia 5 de maio, o Amor e Caridade receberá Ana Úrsula Abascal, que fará duas palestras, às 19h e às 20h, com o tema “Do Átomo ao Arcanjo”. A programação pode ser acompanhada na página oficial da Associação no Facebook (Associação Espírita Amor e Caridade e Núcleo Nova Esperança).


História
A Associação Espírita Amor e Caridade foi fundada no início do século 20, como Centro Espírita Amor e Caridade. A entidade surgiu devido a um ato de amor entre irmãos que lutavam contra dificuldades ao momento porque passava o País, sacudido por Guerras e Revoluções. De duas Casas (Centro Espírita Amor de Maria e o Centro Espiritualista Luz e Amor) surgiu o Amor e Caridade.
Os primeiros anos foram voltados para a organização, tendo com primeiro presidente Francisco Cagiano. Vinculada e registrada na Federação Espírita Brasileira (FEB), tendo participado do ato de criação da Federação Espírita do Estado do Rio Grande do Sul (FERGS), no ano de 1921.
Em 1926, recebeu o reforço do Centro Espírita Luz e Caridade, que resolveu fundir-se ao Amor e Caridade, trazendo consigo Boaventura Soares de Paiva, comerciante da cidade que recebia a incumbência de reorganização da Entidade Espírita Bajeense. Logo após a fusão, com a terceira casa surge, no ano de 1928, a quarta, o Centro Espírita Francisco Costa. Mesmo com a falta de compreensão da população sobre a doutrina dos espíritos, o grupo foi determinado a construir sua sede própria.
Francisco Murat Porto e sua esposa, Olívia Brignol Porto, doaram um terreno na rua Fernando Machado, que, mais tarde, no ano de 1937, foi entregue como pagamento do terreno comprado na mesma rua, nº 82, hoje 98, onde foi construída uma pequena, mas definitiva sede. Boaventura Soares de Paiva, mesmo após seu desencarne, continuou trabalhando em prol da doutrina dos espíritos, tornando-se Patrono Espiritual do Amor e Caridade, até hoje.


Núcleo

Em 12 de outubro de 1984, a associação inaugurou o Núcleo Nova Esperança, na rua Clélia Gomes Araujo, nº 495, local onde são realizados trabalhos de assistência social e, também espiritual da casa. A AEAC desenvolve várias atividades, entre elas atendimentos a encarnados e desencarnados, através de grupos de estudo, sessões públicas doutrinárias, diálogo fraterno, orientação espiritual, Maria de Nazaré, Grupo Spinelli, evangelização de crianças e jovens entre outros.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...