ANO: 26 | Nº: 9492
19/04/2018 Fogo cruzado

Líder do PDT defende programa de estímulo à agricultura urbana

Foto: Divulgação

Augusto Lara argumenta que medida permitirá geração de emprego e renda
Augusto Lara argumenta que medida permitirá geração de emprego e renda

A agricultura urbana (destinada ao cultivo de hortaliças, legumes, plantas medicinais, frutas e flores) pode ser estimulada, em Bagé, por meio de uma legislação proposta pelo líder do PDT na Câmara de Bagé, vereador Augusto Lara. O denominado programa "Parceria Verde" também abrange a criação de animais de pequeno porte, piscicultura e a produção artesanal de alimentos e bebidas para o consumo humano no âmbito do município. A proposição será avaliada pelas comissões técnicas do legislativo a partir da próxima semana. 
O programa incentiva a geração de emprego e renda, promovendo a inclusão social e incentivando a agricultura familiar, a produção para o autoconsumo, o associativismo, o agroecoturismo e a venda direta do produtor. A medida reduz o custo do acesso ao alimento para os consumidores de baixa renda. Se a lei for aprovada, caberá à Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Proteção ao Bioma Pampa efetuar o levantamento das áreas públicas apropriadas para a implantação do programa e cadastrar as áreas privadas compatíveis para a implementação do programa com prévia concordância dos proprietários.
O programa proposto por Augusto Lara prioriza a produção local de alimentos, incentivando a vocação de cada região. A iniciativa prioriza, também, a criação de uma política de crédito e de seguro agrícolas, bem como a garantia de assistência técnica e pesquisa públicas. O texto ainda autoriza o Executivo a firmar parcerias e convênios com a União, com o Estado, cooperativas de trabalho, as micro, pequenas, médias e grandes empresas, bem como com entidades estrangeiras para atingir os objetivos desta lei.
Augusto Lara argumenta que a proposta permitirá a geração de emprego, renda, e, por consequência, a evolução na condição de vida da população que carece de políticas de inclusão social. "Através do programa, haverá a extinção de áreas de risco de proliferação de Aedes aegypti, escorpiões, ratos e outras pragas. Além disso, irá estimular hábitos mais saudáveis de alimentação, ajudará na recuperação do solo e reduzirá a poluição ambiental, dentre outros benefícios para o nosso município." destaca.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...