ANO: 24 | Nº: 6159
30/05/2018 Cidade

Prefeitura de Aceguá mantém apenas serviços emergenciais

Foto: Mário Pereira/Especial JM

Decreto de calamidade pública foi publicado na segunda-feira
Decreto de calamidade pública foi publicado na segunda-feira

A dificuldade de manter os serviços em funcionamento fez com que a Prefeitura de Aceguá decretasse calamidade pública na segunda-feira. Com isso, os órgãos públicos funcionaram, parcialmente, ontem. A partir de hoje, somente irão funcionar os postos de saúde e emergências. O Executivo considerou o desabastecimento dos reservatórios e dos postos de combustível do município da região como justificativa para a decisão.

De acordo com o vice-prefeito de Aceguá, Júlio César Monteiro, o decreto tem validade até dia 3 de junho e, na próxima semana, dependendo da situação das mobilizações dos caminhoneiros, a situação será reavaliada. Ele explica que a maioria dos servidores reside em Bagé e não tem como se locomover até a Princesa da Fronteira, devido à falta do combustível. "Estamos economizando para os serviços essenciais", disse.

Monteiro salienta que o movimento no município diminuiu muito, inclusive junto aos freeshops, do lado uruguaio, o que compromete, consideravelmente, a economia. Algumas obras de manutenção que estavam em andamento foram paralisadas.

Deixe seu comentário abaixo

Em tempo real

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...