ANO: 26 | Nº: 6553
19/06/2018 Cidade

Inscrições para novos residenciais dependem de regularização de Conselho Municipal de Habitação

Foto: Tiago Rolim de Moura

Enquanto as estruturas dos residenciais na avenida Espanha e no bairro Morgado Rosa são erguidas pelas empresas responsáveis, o governo municipal busca regularizar o processo para a seleção das famílias que serão beneficiadas com as 1.164 unidades, construídas através do programa nacional "Minha Casa, Minha Vida".

Conforme o coordenador de cadastros da Secretaria Municipal de Assistência Social, Habitação e Direitos do Idoso (Smasi), Paulo Larrosa, a continuidade das inscrições para concorrer aos residenciais depende da regulamentação de um Conselho Municipal de Habitação, com representantes do setor executivo e da sociedade civil.

O coordenador explica que essa é uma das exigências do governo federal para a realização do processo com maior transparência. Larrosa salienta que o projeto do Conselho está tramitando na Secretaria Municipal de Gestão, Planejamento e Captação de Recursos (Geplan), com previsão de ser encaminhado para votação na Câmara de Vereadores.

Após a aceitação do projeto, a seleção dos contemplados irá para a segunda etapa, que é a inscrição das famílias no processo. Para que então seja feito o sorteio dos beneficiados. Vale ressaltar que a primeira etapa do cadastramento foi realizada em janeiro, onde cerca de oito mil pessoas se inscreveram para o credenciamento no Número de Identificação Social (Nis).
Larrosa salienta que, nessa segunda fase, deve diminuir o número de pessoas, visto que é necessária a apresentação de documentos. Segundo o coordenador, as unidades habitacionais são destinadas a famílias e, muitas vezes, as pessoas desmembram a família para realizar o cadastro do Nis.

Obras
A Dallé Construtora é responsável pela obra na avenida Espanha, onde serão construídos 600 apartamentos, divididos em três blocos. Conforme o empresário Luís Fernando Dalé, diretor de execução da construtora, até sexta-feira, foram erguidas 80 unidades. Ele afirma que, a partir da próxima semana, a empresa contará com uma equipe completa e concretará 20 apartamentos por dia. A estimativa é que todas as estruturas estarão concretadas até fevereiro de 2019, quando a construtora começará a fazer os acabamentos nas estruturas.
No Morgado Rosa, onde a empresa Michelon Construtora e Incorporadora é a responsável por erguer dois blocos com o total de 564 moradias, 108 casas já estão concretadas. Segundo a arquiteta da empresa, Hebe Martins Damé, devido ao atraso nas obras em virtude da mobilização nacional dos caminhoneiros, na semana retrasada, a equipe está ampliando seu expediente, trabalhando nos sábados e domingos, visando entregar as estruturas há tempo.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Em tempo real

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...