ANO: 25 | Nº: 6278
01/09/2018 Cidade

Senac Bagé apresenta quatro trabalhos em Feira de Projetos Estadual

Foto: Divulgação

Estudantes mostraram projeto desenvolvido para auxiliar cadeirantes a realizar compras em mercados e lojas
Estudantes mostraram projeto desenvolvido para auxiliar cadeirantes a realizar compras em mercados e lojas
Estudantes dos cursos técnicos do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) em Bagé apresentaram quatro trabalhos na feira estadual de projetos da instituição, realizada entre quarta e sexta-feira, no Centro de Eventos do BarraShopping Sul, em Porto Alegre.
O evento tem como principal objetivo apresentar soluções inovadoras para as empresas do comércio de bens, serviços e turismo. Na oportunidade, os discentes da unidade de Bagé apresentaram os projetos classificados a partir da etapa municipal do evento, desenvolvidos através dos cursos de Enfermagem, Segurança do Trabalho, e Aprendizagem em Serviços Administrativos.

Projetos

O curso técnico de Aprendizagem Comercial em Serviços Administrativos, levou ao evento o projeto “Pelas mãos do pampa - comercialização dos produtos artesanais através do marketing nas mídias sociais”, realizado pelos alunos Eduardo Xavier, João Eduardo Gonçalves e Rafaela Araújo, com orientação de Deividi Ribeiro Quintana.
Já o técnico em Enfermagem, contou com dois trabalhos na mostra. O primeiro, intitulado, “Chuveleito: segurança e conforto no banho do paciente acamado x ergonomia na enfermagem”, foi uma iniciativa das alunas Gláucia da Silva e Lara Medina, orientadas pela professora Joseli Maria da Rosa Lemos Vaz. O segundo, com nome “Pró-saúde ocupacional”, foi realizado pelas alunas Caroline de Oliveira, Daiane do Pinha e Suélen Rocha Saraiva, com orientação da professora Débora de Trindade Machado
Por fim, o curso técnico em Segurança do Trabalho levou ao evento o projeto “Mobility: autonomia do cadeirante no comércio”, realizado pelos alunos Cristian da Cunha Pinho, Eliézer da Silva Chagas e Geovane Viana Lopes.

Prática

De acordo com a orientadora do projeto Mobility, Muriel Oliveira Carneiro da Fontoura, a ideia vem sendo construída com os estudantes desde fevereiro deste ano, com objetivo de auxiliar cadeirantes na prática de atividades simples, como fazer compras no supermercado.
A orientadora explica que a iniciativa consistiu na criação de cestos adaptados com encaixe rápido e prático na parte da frente da cadeira de rodas, além da construção de uma mão de alcance para pegar as mercadorias nas prateleiras mais altas. Além disso, o protótipo do projeto é construído principalmente por peças que iriam para o descarte nos supermercados, tornando-o assim, sustentável e economicamente barato.
Segundo o estudante Geovane Viana Lopes, a ideia de realizar o projeto surgiu quando os alunos perceberam a dificuldade dos cadeirantes em chegar ao supermercado e realizar compras sem a ajuda de outras pessoas. “Observando essas situações, decidimos fazer esse trabalho para ajudá-los a realizar essas atividades sem a necessidade de pedir ajuda a outras pessoas”, declara.
Lopes destaca que o “Mobility” já foi posto em prática através de uma parceria com a Associação Bajeense de Pessoas com Deficiência e Familiares (Abadef) e a rede de supermercados Nicolini. Lopes afirma que os portadores de deficiência afirmaram se sentir importantes e agradecidos, pois a iniciativa os ajudou a ter autonomia na atividade. O aluno também relata que além da rede parceira, o projeto também atraiu a atenção de outros supermercados e do Sindicato do Comércio Varejista de Bagé (Sindilojas). “Nossa intenção é que esse projeto não se limite aos supermercados, também podendo ser adaptado em lojas com algumas alterações na mão de alcance”, revela o estudante.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...