ANO: 25 | Nº: 6313
02/11/2018 Cidade

Secretaria trabalha para melhorar e ampliar programa Praças Conectadas

Foto: Tiago Rolim de Moura

Usuário deve abrir rede para conectar
Usuário deve abrir rede para conectar
O programa Praças Conectadas, criado pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDI), em abril de 2017, atingiu a marca de 140 mil acessos. Mesmo assim, diante da demanda atual, a pasta trabalha para melhorar ao acesso à rede pública, que disponibiliza sinal de wi-fi grátis.

Segundo o titular da SDI, Bayard Paschoa Pereira, o programa tem por objetivo disseminar, em áreas públicas de grande circulação, a internet gratuita, garantindo a todos o acesso igualitário à tecnologia digital e, desta forma, democratizar a informação. Conforme o secretário, a iniciativa já está implantada nas praças Silveira Martins (do coreto), Júlio de Castilhos (da Estação), Carlos Gomes (próxima ao Colégio Silveira Martins), Praça de Esportes, das Carretas e Carlos Telles (da Catedral).
Um dos desafios, porém, é garantir a funcionalidade. O sistema, aliás, está funcionando há um ano e 10 meses e se constitui em uma ferramenta básica para resolução de problemas. "Internet acessível e de boa qualidade significa cidadania", ressalta.

Bayard comenta que o programa teve, até o momento, um investimento de aproximadamente R$ 5 mil, e conta com parcerias público-privadas (PPP). O secretário diz que a iniciativa iniciou nas praças centrais, mas a intenção, com o decorrer do tempo, é implantar o sistema em outras áreas com grande fluxo de pessoas na cidade.

Segundo o engenheiro de Computação da pasta Eugênio Pierazzoli, para se conectar à rede, é necessário abrir a página de autenticação. Este detalhe, segundo ele, nem sempre é executado, causando dificuldade no acesso. Os usuários têm direito a 0,5 megabytes de internet por segundo, durante o período de uma hora, podendo ou não, iniciar uma nova sessão. "Estamos ajustando com o provedor e, esta semana, o sistema deve ficar mais simplificado", explica.

O programa, conforme o secretário, teve o reconhecimento nacional da Rede Cidade Digital, sediada em Curitiba, no Paraná, e receberá o título de Projeto Inovador 2018, durante a realização do 2º Congresso Estadual de Cidades Digitais.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...