ANO: 25 | Nº: 6356
08/11/2018 Cidade

Fórum de empreendedorismo destaca palestras e cases sobre inovação

Foto: Chrystian Ribeiro/Ascom

A psicóloga Liliane Becker, da Federasul, é uma das proprietárias da Estalo Consultoria, voltada para a gestão de pessoas
A psicóloga Liliane Becker, da Federasul, é uma das proprietárias da Estalo Consultoria, voltada para a gestão de pessoas

Como motivar uma equipe? De que forma buscar resultados em um mercado competitivo? Qual o papel do líder numa corporação? Essas questões fizeram parte do workshop e das palestras que integraram a programação da II Feicamp, Fórum de Empreendedorismo e Inovação da Campanha. No auditório do novo salão de atos da Urcamp, um público diversificado, entre acadêmicos de Administração e Ciências Contábeis, profissionais liberais, empresários, empreendedores e comunidade em geral, circulou com interatividade e participação em relação aos temas.

A intenção foi oferecer, em dois dias, uma série de ferramentas e técnicas aos profissionais que desejam se diferenciar e atrair clientes, por meio de uma cultura de empreendedorismo e inovação nos negócios. Adotar comportamentos e mudanças de paradigmas, porém, não é algo natural: para inovar nos negócios é necessário buscar capacitações, desenvolver a criatividade e aperfeiçoar diferentes habilidades. Muitas vezes, alguns gestores e empresários administram uma atividade sem inserir nenhum tipo de inovação no negócio, fazendo apenas mais do mesmo. Em momentos de crise, a necessidade de inovar e buscar novas soluções para a empresa se torna ainda mais evidente. E foi esse o foco principal das discussões.

A programação abriu com duas palestras que causaram grande reflexão ao público presente. A abertura ficou por conta do consultor de empresas Carlos Esau, que falou sobre o tema "Liderança Inspiradora – O desafio de conquistar resultados através das pessoas". O palestrante prendeu a atenção de todos, citando situações do dia a dia vividas na maior parte das empresas. A relação entre o líder e o liderado também fez parte do conteúdo, onde ressaltou pequenas atitudes que podem fazer a diferença no rendimento de uma equipe, como o elogio na hora certa, por exemplo, ou a certeza de que um chefe motivado e empenhado em buscar resultados consegue mobilizar de maneira muito mais eficiente uma equipe. Nesse contexto, a palavra empreendedorismo se refere a um comportamento de liderança, iniciativa e descobertas, onde relata e até sugere uma lista de cinco itens que considera fundamental em um líder, para o bom andamento de qualquer empresa ou organização: Você não tem o direito de cobrar o que você não ensinou e não deixar de cobrar o que precisa ser feito; Você tem forte influência na motivação de cada um, descubra o que mexe com cada um; As pessoas fazem o melhor: por elas próprias, pela equipe, pelo líder; Ninguém pode trabalhar com você sem saber o que faz bem e o que precisa melhorar, ou seja, a importância do feedback; Seja um vendedor de sonhos que trabalha para conquistá-los.
O segundo momento ficou por conta do médico e administrador do Hospital Universitário da Urcamp, Dr. Henry Ritta. Ele levou ao público o tema: "Vitalização do HU – um case de sucesso", onde destacou a importância de descobrir-se empreendedor antes mesmo de começar a gerir um negócio. "Acho importante a iniciativa e a participação da Urcamp na discussão de inovação e empreendedorismo na nossa região, uma vez que muitos dos nossos problemas podem e devem ser resolvidos com uma energia empreendedora construtiva, eficaz e que seja focada em resultados. No Hospital Universitário estamos inovando e incentivando a qualidade das práticas de cuidado ao paciente ao invés de simplesmente aceitar nossas limitações estruturais. Empreendedorismo é isso, olhar as mesmas situações de antes, com novas perspectivas de ação e melhores resultados" destaca.
E se o foco é fomentar novos investimentos, é preciso, também, treinar pessoas para atuar nas empresas. Por isso, uma das palestras de maior sucesso no Feicamp foi conduzida pelas psicólogas Liliane Becker e Cecília Nunes, da Federasul, de Porto Alegre, e proprietárias da empresa Estalo Consultoria, voltada para a gestão de pessoas. De forma dinâmica e descontraída, as duas profissionais trouxeram índices e informações sobre a velocidade da informação no nosso dia a dia e na vida das organizações, com o tema: "Empreendedorismo no mundo VUCA", que é o entendimento que se dá ao tempo volátil, onde tudo acontece e muda com rapidez à nossa volta. Nesse contexto, elas citaram que, hoje, no Brasil, existem 49 milhões de empreendedores. Deste número, 59% empreendem por oportunidade e oferecem produtos (alimentação e costura, por exemplo), o restante empreende oferecendo serviços. Assim, é fundamental que empresa e colaboradores estejam em sintonia com essa agilidade, mas que saibam filtrar o que realmente importa para que se possa atingir os resultados. A importância de se estabelecer relações positivas, baseadas na confiança entre colegas, também constituiu a palestra. Cecília destacou o prazer que sente em poder dividir conhecimento. "A gente sempre pensa que não adianta desenvolver a carreira se não pudermos compartilhar. No meu tempo de universidade, eu também ouvi profissionais que acrescentaram muito no meu desenvolvimento e hoje aqui estamos, de certa forma, retribuindo; agrega para todo mundo", conclui.
O diretor de Marketing da Consultoria Jr., Jesus Moreles, diz que a meta foi alcançada. "O papel que a gente havia se proposto foi atingido, trazer mais conhecimento e capacitação para a comunidade e ao nosso acadêmico. Quem veio se integrou para ouvir as palestras e já está sendo um empreendedor", aponta.
Foi o mesmo sentimento do coordenador da Consultoria Jr., professor João Henrique Costa. "Foi um sucesso! Estou muito satisfeito e com a sensação de dever cumprido. Tivemos uma receptividade incrível da comunidade em geral, de empreendedores, futuros investidores e alunos. Já podemos começar a pensar na terceira edição", conclui.
O encerramento da noite ficou por conta dos consultores Luciano Corrêa Santos e José Carlos Barbosa, que falaram sobre o e-social e o impacto nas empresas. A II Feicamp foi uma promoção da Urcamp, através da Consultoria Jr. e da Associação Comercial e Industrial de Bagé – Aciba, que comemorou, no evento, seus 120 anos de história.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...