ANO: 25 | Nº: 6382
28/12/2018 Cidade

Família pede ajuda para translado de corpo de bebê

O garçom João Davi Munhoz Jardim, 29 anos, e a dona de casa Pâmela Tamires Machado Pinheiro, 21 anos, tiveram um bebê no dia 21 de dezembro. A menina Isa nasceu com problemas de saúde graves e irreversíveis. A família monitorou a gravidez desde o sexto mês de gestação, em Porto Alegre. Na ocasião, foi descoberto o diagnóstico: holoprosencefalia alobar.

Conforme o pai da menina, a esposa fez uma cesariana e Isa foi direto para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Ele comenta que, no último sábado, foi realizada uma ressonância para avaliar a profundidade do problema e foi confirmado que o bebê não possuía massa cefálica. Para sobreviver, a família teria que manter a ligação dos aparelhos. "Os médicos preferiam fazer o melhor para ela, e não para nós, e desligar os aparelhos aos poucos para ela não viver em modo vegetativo", comenta.

Segundo Jardim, a decisão foi muito triste, mas necessária de ser tomada, pois não havia o que pudesse ser feito. "Ela pode ir a óbito em dois dias, porque está muito fraquinha", relatou.

Para realizar o translado do corpo da menina até Bagé, a família necessita de auxílio. Para isso, está arrecadando cerca de R$ 2 mil, verba para trazer a pequena da capital gaúcha até a Rainha da Fronteira. De acordo com Jardim, a família se preparou para o parto e para se manter em Porto Alegre, mas não dispõe desse valor para realizar o transporte. Ele comenta que está na casa de acolhimento da prefeitura e alguns amigos e familiares estão auxiliando para a alimentação e transporte.

Contatos para auxílio

Conta: 39.164526.0-6

Agência: 0120 - Banco Banrisul, no nome de Cátia Cristiane Gonçalves Machado (avó do bebê)

Telefone para contato e WhatsApp (53) 99947647

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...