ANO: 25 | Nº: 6381
20/03/2019 Cidade

Câncer colorretal é tema de aula inaugural dos cursos da área da saúde

Foto: Tiago Rolim de Moura

Após passagens por conferências no Uruguai, Colômbia e Chile, o médico Carlos Eduardo dos Santos ministrou a palestra “Câncer colorretal: como tornar mais efetiva a prevenção?”, na noite de segunda-feira, durante a aula inaugural dos cursos da área da saúde da Urcamp. A atividade aconteceu no Complexo Cultural do Museu Dom Diogo de Souza e contou com a presença dos coordenadores dos cursos de Enfermagem, Carmem Vaz; Farmácia, Guilherme Cassão Marques Bragança; Fisioterapia, Ana Zilda Colpo; e Nutrição, Mônica Palomino de Los Santos.
O médico é mestre pela Faculdade Evangélica do Paraná, diretor científico da Sociedade Interamericana de Endoscopia Digestiva, secretário-geral da Sociedade Interamericana de Endoscopia Digestia Estadual do Rio Grande do Sul, titular da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva e titular do Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva, com o tema referente à patologia do câncer colorretal.
Na palestra, Santos buscou dar ênfase ao cunho preventivo da patologia, já que cuidados básicos com a alimentação e hábitos mais saudáveis podem evitar até 90% dos casos, além da importância da detecção precoce da doença. “Pois isso possibilita que o diagnóstico de um câncer ou de uma lesão pré-maligna seja feito em estágio inicial”, comenta.
O gastroenterologista explicou, durante a aula inaugural, que até o ano de 2018, a colonoscopia era aconselhada a partir dos 50 anos. Em 2019, a indicação para realização do exame passou a ser partir dos 45 anos de idade, tanto para homens quanto para mulheres que não possuam antecedentes de câncer no intestino na família. Nestes casos, a procura deve ser realizada ainda antes.
Sobre a participação na aula inaugural, o cirurgião do aparelho digestivo declara: “Eu gosto muito de falar e desse contato com estudantes e acadêmicos, é muito prazeroso. É uma troca de conhecimentos porque a pergunta do jovem acaba nos enriquecendo também”, destaca.
Acadêmico do primeiro semestre do curso de Enfermagem, Bruno Pichler ressaltou a importância da abordagem do tema da aula inaugural. “O índice de câncer no Rio Grande do Sul é muito grande por causa da alimentação do gaúcho. Então uma palestra com este tema nos ensina a conscientizar a população sobre a questão”, disse.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...