ANO: 25 | Nº: 6378
11/04/2019 Cidade

Com previsão de aplicar 25 mil doses em Bagé, vacinação contra a gripe tem início

Foto: Tiago Rolim de Moura

Movimentação foi intensa no primeiro dia da campanha
Movimentação foi intensa no primeiro dia da campanha
por Cristiane Ramires
Acadêmica de Jornalismo da Urcamp

A 21ª edição da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza teve início ontem, com movimentação intensa em Bagé. Destinada, inicialmente, ao grupo prioritário, formado por gestantes e crianças de seis meses a menos de seis anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), puérperas (até 45 dias após o parto), idosos, trabalhadores da saúde, doentes crônicos, professores de escolas públicas e privadas, adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, a mobilização prossegue até dia 31 de maio.
A quarta-feira, no posto Camillo Gomes, foi bastante movimentada. Os bajeenses aproveitaram o início da campanha para buscar a vacinação. Foi o caso da empresária Débora Fonseca, de 29 anos, que levou seu filho Pedro, de cinco anos, para receber a dose. Segundo ela, é importante manter a carteira de vacinação em dia. "Eu sempre controlei rigorosamente o calendário de vacinação dele, mesmo quando as unidades públicas não fornecem as vacinas. Nós procuramos clínicas e vacinamos. A imunização é o melhor argumento para a vacinação, mas até evitar complicações como no caso da vacina da gripe já é um grande estímulo para cuidar certinho as datas das campanhas", afirma.
Segundo a coordenadora de Imunizações da Secretaria de Saúde, Tatiana Miranda, a meta para este ano é vacinar 90% do público-alvo, ultrapassando a média de 87% da população atingida em 2018. Ela salienta que, no município, há 40 vacinadores na rede de Atenção Básica. Entre os dias 15 de abril e 15 de maio, o posto Camillo Gomes irá trabalhar com horário estendido, das 8h às 20h, sem fechar ao meio-dia. Uma unidade móvel, para reforçar a amplitude da campanha, estará fixada na Praça Silveira Martins, nos dias 13, 20 e 27 de abril e 4 de maio, das 9h às 17h.

Prevenção
A Influenza é uma infecção respiratória viral, mais comum no inverno, que causa epidemias anuais e pode levar a óbito. Os sintomas causados são febre, tosse, cefaleia e mal-estar. A gripe é uma doença totalmente contagiosa e pode se espalhar de forma rápida em lugares fechados. "As vacinas inativas contra influenza são bastante seguras. Mostra-se como uma das medidas mais efetivas para a prevenção da Influenza e suas complicações" ressalta a coordenadora de Imunizações.
No ano de 2018, foram registrados 21 casos de internação com suspeita da doença na cidade, dos quais três foram confirmados como positivos, sendo dois casos para Influenza A H1N1 e um para H3N2. Um óbito foi confirmado.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...