ANO: 25 | Nº: 6459
14/06/2019 Cidade

Fundação Attila Taborda recebe cheques de participação nas sobras da Unicred

Foto: Reprodução JM

Jorge, Mansur, Lia, Kalil e Arámburu
Jorge, Mansur, Lia, Kalil e Arámburu

Na manhã de quinta-feira, a presidente da Fundação Attila Taborda e reitora da Urcamp, professora Lia Maria Herzer Quintana, foi recebida na Unicred Região da Campanha pelos diretores Manif Curi Jorge, Mário Mansur e Elias Kalil, e pelo gerente Administrativo, Renan Arámburu, para receber a participação da FAT nas sobras, em razão das movimentações que realizou, através da Instituição Comunitária de Ensino Superior e do Hospital Universitário da Urcamp, no ano de 2018.

Para a presidente da FAT e reitora da Urcamp, professora Lia Quintana, os cheques vêm ao encontro das grandes mudanças que as instituições de ensino e saúde estão passando. No âmbito acadêmico, por exemplo, além da estrutura física ter passado por diversas readequações, a metodologia adotada para o Superior mudou, se tornando referência não só para Bagé e região, mas também para outras universidades que desejam conhecer para, quem sabe, implementarem, também. "Em 2018, já vínhamos colhendo muitos frutos graças ao esforço coletivo, trajetória essa que continuou em constante crescimento em 2019. Essa participação nas sobras da Unicred contribui, e muito, para as ações voltadas à qualificação do ensino e da saúde, algo pelo qual trabalhamos diariamente".

Lia Quintana também resgata uma fala bastante importante entre o vínculo da Fundação com a Unicred. "Lá atrás, quando precisávamos e muito, foi a Unicred, através desta diretoria, que nos estendeu a mão e que apostou, junto conosco, para que pudéssemos reerguer a nossa Instituição de Ensino. Ela nos abriu as portas e conseguimos nos reestruturar. Tudo isso, e outras tantas mudanças, é possível a partir do momento em que temos uma instituição financeira que nos dá este aporte e confiança através de sua parceria".

Os diretores da Unicred Bagé, Manif Curi Jorge, Mário Mansur e Elias Kail, juntamente ao gerente de unidade de negócio, Pietro Elguy, explicam que pelo fato da Unicred ser uma cooperativa, o lucro é chamado de 'sobras', e o valor distribuído junto aos cooperativados é de acordo com as movimentações realizadas. No caso da Fundação Attila Taborda, elas foram feitas, no ano de 2018, pela Urcamp e pelo Hospital Universitário da Urcamp. "Nós atingimos um montante de quase 140% do Certificado de Depósito Interbancário (CDI), referente a todas as instituições. Tanto aplicadores, quanto tomadores de crédito e, ainda, movimentação de conta-corrente são os três balizadores para a remuneração de sobras".

A Unicred tem pilares que se baseiam em construir uma realidade em que a cooperação existe sem o individualismo, a riqueza sem a miséria, o sonho sem a desilusão. E, em seu propósito, desejam criar um mundo de prosperidade sem que ninguém precise perder, para o outro ganhar. Por isso afirmam que 'chegou a hora de derrubar essa lógica e passar a enxergar as pessoas por trás dos números'.

A Unicred é uma instituição financeira que, inicialmente, era ligada à área médica, de onde é oriunda, mas que vem, com o tempo, expandindo através de outras áreas. A cooperativa trabalha com produtos que podem atender às necessidades de pessoas físicas ou jurídicas.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...