ANO: 26 | Nº: 6590
08/07/2019 Fogo cruzado

Prefeitura de Bagé lidera ranking de aplicação de receitas em Saúde na região

Foto: Tiago Rolim de Moura

Em 2018, administração municipal aplicou 19,80% ddo orçamento no setor
Em 2018, administração municipal aplicou 19,80% ddo orçamento no setor

As prefeituras da região superaram as determinações constitucionais, relacionadas aos investimentos em Saúde e em Educação. Balanço do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul (TCE-RS), referente ao exercício de 2018, aponta Bagé e Dom Pedrito como destaques pela Campanha gaúcha.
A Constituição Federal exige que as prefeituras apliquem, no mínimo, 15% do produto da arrecadação dos impostos em ações e serviços de Saúde e 25% da receita na manutenção e no desenvolvimento da Educação. Na região, as determinações foram superadas por todos os municípios, no ano passado. Em algumas cidades, inclusive, o volume de recursos investidos aumentou, no comparativo com 2017.
Bagé, de acordo com o TCE-RS, havia gasto R$ 26.486.625,92, alcançando índice de 17,40%, em 2017. No ano passado, entretanto, a prefeitura aplicou R$ 33.127.582,04 nas ações e serviços públicos de Saúde. O volume correspondente a 19,80% das receitas previstas pela legislação, o maior percentual entre as prefeituras da região, superando Lavras do Sul, que aplicou R$ 4.937.717,47 (19,63%) e Dom Pedrito, que destinou R$ 14.483.926,42 (16,70%).
Em 2017, Aceguá havia aplicado R$ 4.444.085,34 em ações e serviços públicos de Saúde (20,57% do produto da arrecadação), enquanto Candiota investiu R$ 7.127.772,46 (17,21%) e Hulha Negra destinou R$ 3.258.350,30 (18,26 %). No ano passado, Hulha Negra aplicou R$ 3.521.044,97 (17,73%), Candiota investiu R$ 9.059.736,77 (17,27%) e Aceguá destinou R$ 4.156.492,48 (17,61%).


Dom Pedrito em destaque na Educação

Nenhuma prefeitura da região superou Dom Pedrito nos investimentos com Educação. A administração municipal investiu 27.705.421,87 na manutenção e desenvolvimento do ensino, totalizando 31,95% da receita nesta área. Bagé aplicou R$ 46.976.943,09 (28,07%), Hulha Negra, totalizou R$ 5.908.995,73 (29,75%), Candiota investiu R$ 13.682.019,62 (26,09%) e Aceguá destinou R$ 6.288.386,83 (26,65%). Em todas as cidades, os volumes investidos aumentaram no comparativo com 2017.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...