ANO: 25 | Nº: 6362
03/09/2019 Cidade

Lar dos Irmãos Santo Estevão inaugura com capacidade para atender 20 crianças

Foto: Antônio Rocha

Após onze meses de obras, o Lar dos Irmãos Santo Estevão foi inaugurado na tarde de ontem. A cerimônia apresentou a nova estrutura, reformada com recursos e mão de obra custeados pela Prefeitura de Bagé, através da Secretaria de Assistência Social, Habitação e Direitos do Idoso (Smasi).
Coordenadora do espaço, Lisandra Lucas explica que a casa tem capacidade para atender 20 crianças de até 17 anos. Nesta semana, a estrutura já será ocupada por 15 crianças, irmãos encaminhados, judicialmente, para a Casa do Guri. Essas crianças serão recebidas no espaço totalmente reformado, em quatro dormitórios: dois destinados a meninos, um para meninas e um quarto para bebês, além de banheiros destinados a meninos e meninas, inclusive adaptados para crianças com deficiência física, sala de convívio, refeitório, brinquedoteca, lavanderia e cozinha.
Lisandra destaca que as crianças serão assistidas por psicólogos, assistente social, além de 12 monitoras, presentes 24 horas na casa, que também contará com cozinheiros e serviços gerais para atender a demanda. “O diferencial da casa é que aqui será mantido o vínculo entre irmãos, eles não serão mais separados”, aponta Lisandra.
Responsável pelo Lar Santo Estevão por mais de uma década, até o encerramento das atividades, em setembro de 2017, a vereadora Sônia Leite era uma das mais emocionadas durante o ato. Ela relembrou sua trajetória à frente da entidade, que manteve com trabalho voluntário e doações da comunidade, sem recursos do poder público. “O meu pedacinho de céu foi transformado em um paraíso por uma equipe com muita sensibilidade, que repaginou a casa e trouxe uma importância ainda maior ao lar, que agora atende irmãos. Agora estou em paz porque cumpri minha missão”, destaca.
O prefeito de Bagé, Divaldo Lara, contou que, no futuro, espera que sua gestão seja lembrada por duas conquistas, sendo uma delas a abertura do Lar dos Irmãos Santo Estevão, e a outra a Casa de Hospedagem para pessoas em tratamento de saúde, em Porto Alegre. “Nunca digam que Bagé tem albergue. Nós não temos albergue, temos lar”, disse.
Após o fechamento das atividades da entidade comandada por Sônia Leite, há exatamente dois anos, a Prefeitura assumiu o prédio, ampliou o projeto e deu início à reforma, que durou 11 meses. Com R$ 100 mil oriundos dos cofres municipais, a casa foi totalmente renovada, inclusive com nova mobília, roupas de cama e banho. Um dos destaques é a horta do lar, onde serão produzidas hortaliças para abastecer todas as casas de abrigo do governo municipal.

 

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...