ANO: 25 | Nº: 6405
18/10/2019 Fogo cruzado

Comitiva de Candiota debate projeto da Vamtec com deputados

Foto: Roberto Witter/Especial JM

Grupo debateu iniciativa que prevê investimento de 105 milhões de dólares
Grupo debateu iniciativa que prevê investimento de 105 milhões de dólares
Um programa estudado pelo governo federal pode viabilizar a construção de uma planta de gaseificação de carvão, em Candiota. A informação foi confirmada pelo presidente da Frente Parlamentar do Carvão e do Polo Carboquímico na Assembleia, o deputado Fábio Branco, do MDB, durante reunião com o consultor de Desenvolvimento de Projetos da empresa Vamtec, José Paulo Milan Amaro, que estuda o empreendimento.
Amaro falou aos deputados e a uma comitiva de Candiota sobre a unidade que a empresa do Espírito Santo planeja erguer no município. O deputado Luiz Fernando Mainardi, do PT, um dos articuladores da agenda, destaca que o investimento inicial será de 105 milhões de dólares e o potencial de recolhimento de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na primeira fase da operação é de quatro milhões de dólares.
À comitiva de Candiota, composta pelo prefeito Adriano Castro dos Santos, do PT, pelos vereadores Darlan Oliveira, do PSB, Fernanda Santos, do PT, Guilherme Barão, do PDT, e João Roberto, do PT, Branco destacou a importância do governo federal, afirmando, porém, que os deputados também terão a tarefa de sensibilizar o governo gaúcho sobre a importância do carvão como propulsor do desenvolvimento do Estado.
Em maio, deste ano, o gestor de Projetos Estratégicos da Vamtec, José Paulo Amaro, confirmou, à reportagem do Jornal MINUANO, que a empresa trabalha em um projeto para a produção de metanol, mediante processo de gaseificação do carvão de Candiota. À época, o investimento na unidade local era estimado em 550 milhões de dólares.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...