ANO: 26 | Nº: 6526
26/10/2019 Fogo cruzado

Lara defende incentivos fiscais para região da Campanha

Durante palestra na sede do Sindicato Rural de Dom Pedrito, na quinta-feira, 24, o presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, Luís Augusto Lara, do PTB, definiu o Cresce RS como ‘um conselho de Estado formado por entidades empresariais, reitores e chefes de poder’. O programa foi criado para acompanhar a execução de projetos definidos como prioritários para incentivar o crescimento econômico do Estado. A cada 45 dias, o colegiado se reúne para avaliar o andamento da carteira de projetos que estão divididos em três eixos (infraestrutura e logística; desburocratização; e fomento dos bancos públicos).
Lara destacou que os prazos não podem ser desperdiçados para que o Rio Grande do Sul cresça. “O que poderia demorar cinco ou seis anos para avançar, podemos fazer determinado investimento se concretizar em menos de dois. Não temos mais tempo para afastar, atrasar ou impedir investimentos aqui. Nosso Estado pegou a fama de ser refratário à iniciativa privada”, citou.
O petebista também defendeu a aprovação do novo código ambiental, cujo projeto encaminhado pelo governo tramita em regime de urgência na Assembleia Legislativa. Ele se mostrou a favor da reforma da previdência estadual, de forma que as carreiras com os mais altos salários tenham que ajudar a combater o deficit, assim como todos os poderes do Rio Grande do Sul. “Na minha gestão, na Assembleia, acabamos com a aposentadoria dos deputados, reduzimos diárias, congelamos salários. É hora de todos fazerem a sua parte, e não apenas o poder executivo”, discursou.
Segundo Lara, o grande objetivo é reduzir o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), que está com as alíquotas majoradas até dezembro de 2020. Ele adiantou que se o governo propuser novamente o aumento para energia, telefonia e combustíveis, vai votar contra. “Não contem comigo para isso. Chega de apertar o bolso da população e dos empresários. Não adianta reformar o Estado e enxugar a máquina se não tiver a iniciativa privada forte, gerando empregos e riqueza”, avaliou. As ideias defendidas por Lara agradaram o presidente do Sindicato Rural de Dom Pedrito, José Roberto Pires Weber, que pediu a aprovação do código ambiental e medidas para garantir a livre iniciativa.

Metade Sul
Lara lembrou que o governador é de Pelotas e ele de Bagé. “Nunca nossa região teve tantas condições políticas de obter incentivos para que possamos crescer. Já temos os free shops; já pensaram numa isenção de ICMS para produzir azeite de oliva? Iríamos inundar a região de olivais”, destacou.

Solidariedade
O prefeito de Dom Pedrito, Mário Augusto Freire Gonçalves, do Progressistas, fez um elogio ao deputado. “Estou aqui para discutir o desenvolvimento através do Cresce RS, mas a municipalidade não esquece das coisas boas que o senhor fez e fará por Dom Pedrito. Estamos aqui para falar sobre o futuro do Rio Grande, mas pra dizer que estamos ao teu lado”, discursou. Lara agradeceu as palavras e afirmou que confia nas instituições e na Justiça.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...