ANO: 26 | Nº: 6526
17/12/2019 Cidade

Homologação da situação de emergência de Bagé é publicada pelo Estado

Foto: Tiago Rolim de Moura

Temporal arrancou árvores e destelhou casas na zona rural e urbana
Temporal arrancou árvores e destelhou casas na zona rural e urbana

Foi publicada, ontem, no Diário Oficial do Estado, a situação de emergência em Bagé, devido ao vendaval que ocorreu em outubro, gerando mais de R$ 2 milhões de prejuízos para o município. A homologação leva em conta estragos ocorridos em parte da área rural, especificamente nas localidades de Corredor da Alexandrina, Igrejinha, Serrilhada, Caneleira, Arvorezinha, Coxilha do Aedo, Piraí, Passo do Pinto, Joca Tavares, Olhos D’água, Forte Santa Tecla, Rodeio Colorado, Produção e Palmas, e em parte da área urbana, nos bairros Ivone, Passo das Pedras, Loteamento do Parque, Santa Cecilia, Prado Velho, Pedras Brancas, Habitar Brasil, Balança, Getúlio Vargas, Malafaia, Ivo Ferronato, Damé, Floresta e Camilo Gomes. A Prefeitura decretou situação de emergência no dia 30 de outubro.

Com a homologação do decreto por parte do governo gaúcho, órgãos regionais estaduais do Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sinpdec), sediados no RS, ficam autorizados a prestar apoio suplementar ao município afetado, mediante prévia articulação e planejamento com o Órgão Central de Coordenação do Sistema e com o Órgão Regional Municipal.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Bagé, Ronaldo Rosa, além do Estado, já foi encaminhado o pedido para a União e a Prefeitura está aguardando a publicação da homologação Federal no Diário Oficial. Rosa salienta que é importante para o município estar cadastrado nos dois órgãos, estadual e federal. Após o reconhecimento, é possível pleitear recursos para a melhoria dos locais atingidos. Ele disse que somente este ano foram dois decretos e cestas básicas chegaram a ser enviadas para a população afetada. “Teve um ano que fomos contemplados com bolsa reforma”, lembrou. O decreto estadual tem validade de 180 dias a partir da publicação.

Listagem

O Ministério do Desenvolvimento Regional divulgou, na sexta-feira, uma lista de 27 municípios brasileiros que estão em situação de emergência, devido a desastres naturais e a tragédias provocadas diretamente pela ação humana. No Rio Grande do Sul, chuvas intensas provocaram muitos danos em três cidades: Canguçu, Pedras Altas e São Lourenço do Sul. Já a ventania também causou prejuízos em Cachoeira do Sul, Dom Pedrito e Alegrete.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...