ANO: 26 | Nº: 6590
05/09/2020 Fogo cruzado

Divaldo Lara confirma pré-candidatura à reeleição pelo PTB

Foto: Arquivo JM

Petebista adianta propostas prioritárias em diferentes áreas
Petebista adianta propostas prioritárias em diferentes áreas

Com pré-candidatura à reeleição formalizada junto à direção do PTB, o prefeito de Bagé, Divaldo Lara, deve confirmar seu nome, na disputa, durante a convenção do partido, que será realizada na manhã deste sábado, na Câmara de Vereadores. “Decidi apresentar meu nome, primeiro como pré-candidato, porque o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, assumiu um compromisso, comigo e com Bagé, de construir a barragem, através do Exército”, pontua.
Ocupando lugar de destaque na plataforma do pré-candidato petebista, a obra da barragem da Arvorezinha é tratada como 'ponto chave para a decisão de concorrer à reeleição'. “Na viagem com o presidente (em julho), ele garantiu que, o Exército, tendo condições, colocaria força máxima para tocar o projeto e resolver este problema histórico do município. Agora estamos próximos de assinar o convênio. Eu não tinha como prometer a barragem, antes, porque não sabia o tamanho do estrago. Não tinha como prometer algo que não conhecia”, diz, fazendo referência à plataforma apresentada em 2016.
O petebista afirma que trabalhou para 'pagar as dívidas e solucionar os erros que foram cometidos no passado', antes de articular a retomada da obra. “Consegui, tecnicamente, viabilizar a obra novamente, e, então, fui atrás do apoio político para execução. O apoio veio do presidente. Quem assumiu o compromisso em executar a obra para os bajeenses foi o presidente. Foi dele que os bajeenses ouviram que o Exército, tendo condições, assumiria o projeto. E isso vai acontecer. O Exército já deu seu parecer favorável e estamos no encaminhamento documental da assinatura do convênio”, reforça.
A barragem da Arvorezinha, agora, é classificada como prioridade, pelo petebista. “Tem essa classificação porque recebeu o aval do presidente da República, que se comprometeu comigo e com todos os bajeenses, atendendo o meu pedido. Então, não tem como a obra não entrar como algo que motive a querer dar continuidade ao trabalho. Essa é a grande obra, que define o futuro do município pelas próximas gerações. Quero encerrar meu ciclo, concluindo e entregando a barragem. Mas também sou pré-candidato por que entendo que Bagé não pode andar para trás, para que a cidade não volte ao retrocesso”, declara.


Cenário de articulação
Divaldo foi eleito, em 2016, pela coligação denominada 'Todos pela Mudança', que reunia PTB, PSDB, MDB, Progressistas, Rede, PSB, DEM, PSC, PV, PPS, PRB, PSD e Solidariedade. O vice-prefeito, Manoel Machado, deixou o PSDB, ingressando no PSL. Machado é pré-candidato. Solidariedade e PSB também deixaram a base e têm pré-candidatos ao Executivo. Em 2020, a coligação encabeçada pelo PTB deve contar com PSDB, PV, PL, PSC e DEM. “Os Progressistas vão passar pela convenção, mas o apoio está bem encaminhado”, avalia o pré-candidato.
O petebista revela que também aguarda uma posição do MDB. “O partido ajudou muito a cidade, com obras importantes, principalmente no governo Sartori. Conseguimos a obra do Anel Rodoviário e a área, na avenida Espanha, para a construção de moradias, além da delegacia do abigeato. Espero continuar a relação com o MDB, porque foi uma relação que deu certo, com ações e projetos que conseguimos implementar no município. Aguardo a decisão deles, para que possam compor nosso time”, pondera.
Duas lideranças são cotadas para compor a nominata majoritária, como vice: a presidente do Progressistas, vereadora Sonia Leite, e o médico Mário Mena Kalil, que comandou a Secretaria Municipal de Saúde e Atenção à Pessoa com Deficiência, inicialmente representando o DEM. Kalil assinou filiação ao PTB, no primeiro semestre. “A relação com os Progressistas é qualificada. O partido ocupa espaços importantes no governo, ajudando a cidade. Estou muito feliz com a participação dos Progressistas, mas o vice não é para partido, é para uma pessoa com afinidade com o prefeito. E nesse caso, a Sonia é o nome cotado. Junto com ela, o outro nome é o de Mario Mena. São pessoas da minha confiança, da minha amizade, e que eu teria tranquilidade em compor um governo”, explica.


"Estou apto a disputar as eleições", afirma
Divaldo e o irmão, deputado estadual Luís Augusto Lara, apresentaram recurso, junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), contra decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS). O petebista afirma não haver impedimento para a disputa eleitoral, no pleito de novembro. “Estou apto a disputar as eleições, para infelicidade dos adversários, que se utilizaram da judicialização da política para tentar me prejudicar e prejudicar a cidade de Bagé”, sustenta.
O pré-candidato salienta que 'grande parte das acusações e denúncias (feitas contra ele) já foram arquivadas'. “Com relação ao afastamento (do cargo, no ano passado), é importante lembrar que quem me afastou voltou atrás e revogou a própria decisão. Não voltei ao cargo de prefeito por decisão superior. Voltei porque o desembargador que me afastou reconheceu que foi induzido ao erro e me reconduziu antes do tempo, ao cargo”, reitera.


Contexto econômico
O petebista defende a articulação política como caminho para enfrentar os reflexos econômicos provocados pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), que devem impactar nas contas das prefeituras, em 2021. “A saída, para o município, é recorrer à captação de recursos junto ao governo federal, para seguir tocando obras importantes. Tenho esta capacidade, de trazer recursos, programas e projetos para ajudar a cidade”, argumenta.
Divaldo acredita, porém, que o reflexo, em Bagé, será mitigado pela estratégia adotada em 2020. “Estamos trabalhando. Bagé não está quebrada. Fui duramente criticado quando autorizei as atividades econômicas e se formaram filas na Avenida Sete. E eu mantive os protocolos, mantive a posição e revertemos a situação de contaminação. As atividades econômicas nunca mais pararam”, recorda.


Asfalto e construção de pontes
A plataforma apresentada pelo petebista elenca prioridades em diferentes áreas. No terreno da infraestrutura, a pavimentação está na pauta de Divaldo. “Vamos seguir priorizando asfaltamento, a construção de pontes, como já fizemos, e as melhorias na manutenção de estradas vicinais”, enumera.
O petebista assegura que, em três anos e nove meses, foram concluídos aproximadamente 40 quilômetros de asfalto. A projeção considera acessos de bairros, avenidas e recapagem de trechos. “Estamos começando o asfaltamento de mais 2,7 quilômetros, na continuidade do bairro Dois Irmãos. Asfaltamos todo um bairro e agora estamos asfaltando outro inteiro. Serão mais de cinco quilômetros de passeio público, com piso tátil”, detalha.
O pré-candidato apresenta, como proposta, o asfaltamento de ruas centrais. “Isso é prioridade e será feito através de recursos próprios e da usinagem própria, com a nossa usina de asfalto. O cronograma inclui a avenida General Osório e todas as vias irregulares, no centro”, especifica.

 

Aumento do vale-alimentação
O petebista cita o que qualifica como 'avanços para categorias antes desvalorizadas no município', destacando legislações que contemplaram serventes merendeiras, motoristas da saúde, agentes de saúde, agentes de endemias e técnicos de raio-x, como modelo para o que define como 'trabalho de resgate de categorias que estavam com salários extremamente defasados'. “Este processo de valorização deve ser mantido”, garante.
O pré-candidato afirma que a gestão petebista sempre concedeu o pagamento do piso do magistério. “Apenas neste ano de crise, e de falta de aulas, sem possibilidade de dar aulas, concedemos um reajuste de 4%, que era aquilo que, financeiramente, a Prefeitura tinha condições de fazer”, pontua.
Divaldo adianta, ainda, a proposta que conceder um novo aumento do vale-alimentação aos servidores municipais. “A intenção é a de um reajuste significativo, no valor do vale, porque ele vai direto para a mesa do trabalhador”, relaciona.


Novas escolas cívico-militares
O projeto apresentado por Divaldo, para a educação, inclui a continuidade do trabalho realizado no fortalecimento pedagógico, que, de acordo com o petebista, garantiu o melhor Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) dos últimos 10 anos. A ampliação das escolas cívico-militares e a construção de novas escolas de educação infantil também integram o programa petebista.
O pré-candidato adianta que ampliação da estrutura da Escola Municipal de Ensino Fundamental Cívico-Militar São Pedro foi pensada para transformar a instituição em uma referência nacional. “Com investimento de R$ 9 milhões, já credenciados no FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), a ampliação da estrutura física vai incluir uma piscina olímpica. A escola João Severiano também será ampliada”, menciona.
A escola São Pedro é uma das instituições públicas de ensino do país inserida no Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares, criado pelo governo federal, no ano passado. A Prefeitura também mantém o modelo na escola João Severiano. A meta, de acordo com Divaldo, é dobrar o número de instituições cívico-militares, no município, em quatro anos. “Queremos chegar a quatro escolas ao final do próximo mandato”, reafirma.


Prioridade para política habitacional
Ao mencionar a entrega de 1.464 unidades habitacionais (300 do residencial São Sebastião, 600 apartamentos nos residenciais Sagrada Família e Nossa Senhora Auxiliadora, no bairro Tarumã, na zona norte, e 564 casas nos núcleos Moriá e Ebenézer, erguidos na zona leste) Divaldo revela a projeção de mais de mil novas unidades. “Já temos as áreas e vamos captar recursos no novo programa de habitação, criado pelo governo federal”, enfatiza.
O pré-candidato explica que o projeto petebista prevê 600 apartamentos, projetados para a zona norte da cidade, em uma área cedida pelo governo do Estado, ao município, e aproximadamente 500 casas, previstas para a zona sul. Os imóveis podem ser construídos em uma área antes utilizada pelo Exército, na região do Anel Rodoviário, no acesso ao bairro Stand.

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...