MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Colunistas

Diones Franchi

  • Jornalista e Mestre em História

Ba-Gua e as origens do futebol bajeense

Em 15/07/2024 às 10:45h, por Diones Franchi

O clássico Ba-Gua, que envolve o confronto entre os clubes Grêmio Esportivo Bagé e Guarany Futebol Clube, é um dos maiores na história do futebol gaúcho. Antes do surgimento de Bagé e Guarany, o primeiro clube fundado na cidade foi o Sport Club Bagé, em 15 de novembro de 1906, sendo o seu fundador Gedeão Ratto.

A primeira partida de futebol, no município, aconteceu no dia 7 de setembro de 1906, quando o Sport Club Rio Grande trouxe dois times para uma exibição. O jogo foi realizado onde, hoje, é o Parque do Sindicato e Associação Rural.

O Grêmio Esportivo Bagé foi fundado em 5 de agosto de 1920, nascido de uma fusão entre os antigos clubes Rio Branco e 14 de julho. As cores do clube são resultado do amarelo do Rio Branco e o preto do 14 de julho. Seu primeiro presidente foi o Capitão Florêncio Py, sendo os demais fundadores José Maria Parera, Líbio Vinhas, Paulinho Brandi, Carlos Brasil, Viriato Azambuja, Leonildo Malafaia, Euclides Malafaia, Osório Ripalda, Leonardo Teixeira, Àtila Vinhas, Mariano Grott Tex, Carlos Suñe, Pedro Osório Rodrigues, Ruiz Antunes Carlos Couto, Dirceu Ortiz, Turíbio Alcalde, João Morales e Arnoldo Duarte. O primeiro campo do Bagé foi no atual Quartel da Artilharia, tendo seu primeiro jogo oficial no dia 5 de setembro de 1920, com resultado de Bagé 1 x 1 Grêmio São Gabrielense.

No ano de 1922, o Grêmio Esportivo Bagé passou a realizar seus jogos no bairro Menino Deus, adquirindo, no ano de 1937, o campo do Estádio Pedra Moura. No dia 22 de novembro de 1925, o time enfrentou o Grêmio Porto-alegrense, vencendo por 2 a 1 e sagrando-se Campeão Gaúcho de 1925. O time, campeão invicto, era formado por Júlio Amaral. Fortunato, Antônio, Misael, Machado, Moreira, Leonardo, Pasqualito, Oliveira, Argel e Amaral. Os jogadores foram recebidos pelos torcedores na Estação Ferroviária, com grande festa. O primeiro goleador da história do clube foi Ramão Ballejo, com 117 gols.

O Guarany Futebol Clube foi fundado em 19 de abril de 1907, por um grupo de amigos que, reunidos na Praça da Matriz, escolheram o nome do clube por inspiração na canção “O Guarany”, de Carlos Gomes. A ideia surgiu na casa dos espanhóis Antônio e Filomena Perez na Praça da Matriz, Rua Barão do Amazonas, 111. Seus fundadores foram João Guttemberg Maciel, Viriato Bicca Nunes, Cervantes Perez, Riego Perez, Secundino, Francisco Sá Antunes, Manoel Berruti, Carlos Martins Peixoto, Lucidio Gontan, Carlos Garrastazu e Gonzalo Perez.

As primeiras camisetas utilizadas pelo Guarany pertenciam ao Nacional, de Montevidéu, trazidas pelo fundador alvirrubro Carlos Garrastazu, que havia atuado pelo clube uruguaio. Mas suas cores escolhidas foram o vermelho e branco. Nos primeiros anos o clube jogou onde é a Praça da Estação e, seu primeiro jogo, foi contra o Sport Clube Bagé, empatando em 0 a 0, e vencendo o segundo por 1 a 0.

No dia 18 de novembro de 1911, a diretoria alvirrubra, liderada pelo presidente João Guttemberg Maciel, adquiriu um terreno no bairro Estrela D`Alva para a construção de seu estádio.
A inauguração foi em 13 de junho de 1915, na vitória de 2 a 1 contra o Carlos Gomes, tendo Ernesto Médici e Nenito Marques marcado os gols alvirrubros. A primeira partida noturna no Estrela D'alva ocorreu em 1952.
        
O Guarany de Bagé foi campeão gaúcho nos anos de 1920 e 1938. O time é o único clube bi-campeão gaúcho do interior, sendo o terceiro clube com mais títulos gaúchos. O time campeão de 1920 era formado por Felo, Granja, Seixas, Levi, Argeu, Olivella, Índio, Grecco, Ruival, Rui e Fortunato. O jogo foi em Pelotas, onde o resultado foi Guarany de Bagé 1 a 0 Uruguaiana. O time campeão de 1938 era formado por Jorge, Picão, Stênio, Carioca, Balão, Fidelcino, Geny, Libinho, Dico, Medina, Quesada, Salvador Rubilar, Paulo Dini e Biscardi. A decisão ocorreu em Pelotas, onde o resultado foi Guarany de Bagé 2 a 1 Rio Grandense. O principal goleador do clube foi Max Ravaza, com 129 gols.

O primeiro Ba-Gua aconteceu em 31 de julho de 1921. O jogo era válido pela Taça A. Magalhães, sendo terminado em empate em 2 a 2. A primeira vitória do Bagé no clássico ocorreu em um confronto que foi disputado também no mesmo ano, no dia 14 de agosto de 1921. O resultado foi Bagé 2 a 1 Guarany. A primeira vitória do Guarany em um jogo oficial foi realizado em 2 de outubro de 1921, durante o Campeonato Citadino - o placar foi Guarany 2 a 1 Bagé.

A primeira emissora de rádio a transmitir um jogo do Ba-Gua foi a Rádio Cultura, em jogo realizado no Arrabalde Estrela D`alva, na década de 20, e o resultado foi Bagé 3 a 1 Guarany.
Diante desses fatos, esperamos que o nosso futebol, através da dupla Ba-Gua, continue a alegrar suas torcidas e que tenha apoio de nossa comunidade, para buscar novas conquistas, inspirado em sua bela história de glórias do passado nos gramados deste rincão.

Fonte:
Lopes, Mario. Bagé: Fatos e Personalidades. Porto Alegre: Evangraf, 2007
Fagundes, Elisabeth Macedo de. Inventário Cultural de Bagé. Porto Alegre. Praça da Matriz, 2012

Leia Também...
Pompa e circunstância Há 5 dias por José Carlos Teixeira Giorgis
A Indústria Bélica Anteontem por Sapiran Brito
Tempos do Huracan Anteontem por José Carlos Teixeira Giorgis
A Padaria Continental Anteontem por Sapiran Brito
Pedro Wayne Anteontem por Diones Franchi
A (im)possibilidade de Garantia de Automóveis Usados Anteontem por Vilmar Pina Dias Júnior
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 9931-9914

jornal@minuano.urcamp.edu.br
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

jornal@minuano.urcamp.edu.br
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

jornal@minuano.urcamp.edu.br